segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O substituto

O substituto
Segundo João Lopes, em crónica publicada no DN: “O Substituto, de Tony Kaye, é um dos filmes mais espantosos que, este ano, chegaram às salas portuguesas. O seu retrato das atribulações de uma escola consegue uma proeza rara: dar a ver como os problemas estruturais do ensino não podem ser pensados descartando as histórias pessoais de alunos e professores. (…) denuncia a demagogia voluntarista dos debates que a televisão nos impinge, reduzindo alunos e professores a peões abstratos de um sistema".
A ver, sem falta!

1 comentário:

  1. Já vi , excelente filme.
    Obrigado pela divulgação.
    Abraço,
    Filipe

    ResponderEliminar